Quais os tipos de gradil?

 

O gradil é uma solução altamente eficaz em cercamento de espaços, minimizando o risco de invasões. Curiosamente, existem diferentes tipos de gradil, o que acaba por dificultar a escolha da versão perfeita para seu projeto.

Está passando por isso? Neste caso, conheça aqui tipos de gradil e qual sua indicação de aplicação, para acertar no cercamento e garantir os resultados esperados com máxima excelência.

tipos de gradil

O que é gradil?

Trata-se de uma grade de proteção utilizada em cercamentos de áreas internas e externas. É fabricada com aço galvanizado, que se caracteriza por ter grande resistência a oxidações, sem enferrujar com o passar do tempo.

Essa resistência é um ponto positivo importante, porque significa que a grade permanece em bom estado mesmo que em contato com a água ou umidade, sem demandar constantes manutenções. Por isso, ajuda a economizar.

Além do aço galvanizado, o gradil também possui um revestimento de material sintético que aumenta a resistência do produto a danos oxidativos e contribui positivamente com seu acabamento.

O gradil está disponível em uma ampla cartela de cores e tem design moderno, com estética que contribui com a decoração interna e externa, garantindo um resultado encantador.

A grade de proteção é confeccionada em sistema modular, o que descomplica seu manuseio e facilita a instalação, podendo realizá-la em um menor tempo em comparação a cercas feitas com outras telas de proteção.

 

Tipos de gradil

São vários os tipos de gradil disponíveis no mercado, sendo que algumas alternativas têm finalidades e aplicações específicas. A seguir, apresentamos os principais tipos. Conheça:

  • Gradil tipo parque: considerado um dos mais tradicionais, esse tipo possui estrutura em grade simples e tonalidade verde. Por isso, é comumente indicado para jardins e áreas verdes residenciais, sem alterar muito a decoração desses espaços;
  • Gradil tipo belgo: versão utilizada principalmente como grade de proteção para delimitação de espaços e segurança perimetral. Pode ser usada para montagem de cercas e restrição de acesso a áreas como estoques, canil e outras residenciais como as piscinas;
  • Gradil tipo CET: trata-se de um gradil baixo que tem como finalidade vedar aberturas, restringir entradas e delimitar espaços. Muitas vezes, a versão móvel é usada para organização de filas;
  • Gradil tipo barra chata: versão semelhante ao gradil de parque ou belgo, com a diferença de ter barras chatas. Por isso, é mais compacto, ocupa menos espaço e têm estética ainda mais agradável. É versátil e pode ser utilizado em áreas internas e externas residenciais, comerciais e industriais.

 

Como escolher gradil?

Diante de tantas alternativas não sabe qual gradil escolher? Existem dicas que ajudam a acertar na compra. Confira, logo abaixo, o que considerar:

  • Se sua finalidade for cercar e proteger espaços contra invasões, prefira gradis altos, como o de parque, belgo ou barra chata, para montar um cercamento mais robusto;
  • Caso queira somente vedar aberturas, o gradil tipo CET é uma boa opção com excelente custo-benefício;

 

Não abra mão da qualidade do gradil. O melhor é o confeccionado com aço galvanizado, revestido com material sintético e ótimo acabamento, com pontos de intersecção reforçados.